Planejamento de Portais Web

Em evolução constante, os portais web, hoje, já são o principal canal de comunicação na internet e funcionam como um hub de acesso aos demais canais de presença on-line, como mídias sociais, ou ambientes mobile.


Benefícios

  • Levantamento das necessidades do público-alvo da empresa, durante o planejamento;
  • Identificação de padrões de mercado, ou seja, recursos, funcionalidades e tendências empregadas nos melhores portais do mundo e que podem ser contextualmente integrados ao projeto;
  • Diagnóstico das necessidades do negócio, a partir da imersão nos objetivos estratégicos do cliente, garantindo o equilíbrio adequado entre os requerimentos de negócio e dos usuários.


Quando Aplicar

Nova versão do portal

O planejamento, nesses casos, permite avaliar a qualidade da oferta corrente de serviços e conteúdos, bem como estudar projetos de referência. Essas atividades orientam o desenvolvimento de um ambiente que reflita as necessidades de seus usuários e do negócio;

Primeira versão do portal

Nesse caso, a imersão em projetos do mesmo segmento, a realização de entrevistas estruturadas com os gestores da empresa e a experiência da agência contratada são insumos que garantem planejamento de um portal consistente, efetivo e evolutivo.

Processo e Equipe

Etapas da atividade

  • Reunião de imersão

    Essa atividade é conduzida para assegurar o entendimento, junto ao cliente, do contexto, conteúdo, públicos-alvo, objetivos e métricas de sucesso para o projeto;

  • Atividades de exploração

    Nessa etapa podem ser realizadas uma ou mais ações para aprofundamento e levantamento de informações, como pesquisas on-line, entrevistas estruturadas, testes de usabilidade e benchmarks de boas práticas;

  • Definição de escopo

    com base nos insumos das atividades de exploração, as sugestões para o portal são avaliadas e filtradas durante essa fase. Para tanto, são considerados os critérios técnicos, funcionais e financeiros para se definir o escopo final do projeto;

  • Elaboração do mapa de arquitetura

    Essa etapa é voltada para a definição da estrutura hierárquica do escopo do projeto. As categorias do portal devem ser descritas em todos os seus subníveis e contar com atributos de flexibilidade, consistência e capacidade de evolução;

  • Produção dos wireframes

    Nesse momento do planejamento, são elaboradas as “plantas-baixas” das principais páginas do projeto. Os wireframes devem descrever seus sistemas de navegação, indexação e organização, levando em conta as boas práticas de arquitetura de informação e usabilidade;

  • Definição do conceito gráfico

    Essa fase, que pode ser incluída no escopo de planejamento de um portal web, inclui a proposição do conceito gráfico do projeto. Tal sugestão deve refletir os requerimentos visuais, funcionais e de usabilidade estabelecidos nas etapas anteriores.

Entregas Esperadas

Relatórios de observação e recomendação das atividades de exploração;

Mapa de arquitetura comentado, ou seja, com o apontamento dos preceitos que suportam as decisões feitas pelo arquiteto de informação do projeto;

Telas de wireframe que incluam comentários sobre o comportamento e as regras que regem o sistema de interação e navegação de cada tela template.

Prazo

Prazo médio de dois a seis meses

A duração da atividade de planejamento de portais web depende da complexidade do projeto e do número de atividades previstas, podendo demandar um prazo médio de dois a seis meses.

Profissionais Envolvidos

Analista pleno de experiência do usuário – User Experience (UX)

conduz as ações de exploração;

Analista de UX sênior

coordena as atividades de exploração do projeto. Esse profissional ainda acompanha o planejamento até a sua conclusão, para garantir que os atributos previstos sejam contemplados;

Arquiteto de informação

desenvolve a arquitetura de informação do projeto, devendo acompanhar o serviço até a sua finalização. Assim, pode assegurar a incorporação dos atributos esperados para o projeto;

Designer sênior

elabora o conceito gráfico do portal web;

Designer pleno

replica as telas de design segundo os wireframes e o conceito gráfico proposto.

Como selecionar

Critérios para seleção

  • Perfil da agência e experiências anteriores em projetos digitais;
  • Apresentação de cases de sucesso dentro do escopo pretendido;
  • Experiência dos profissionais selecionados para a atividade;
  • Identificação de que os perfis envolvidos fazem parte do corpo técnico da empresa;
  • Entrega de atestados de capacitação técnica para a atividade prevista;
  • Apresentação de modelos das entregas previstas.

Variáveis de consumo

  • Complexidade e escopo da versão corrente do portal, pois permitem identificar o esforço provável para as atividades previstas. O número de telas de wireframe ou de entrevistas estruturadas são exemplos dessas variáveis;
  • Escopo das atividades de exploração previstas, cujo custo é definido por fatores distintos, como é o caso dos teste de usabilidade e das pesquisas on-line

Referências