Benchmark

A adoção dessa metodologia em um novo projeto interativo ou na versão atual de um website, por exemplo, visa contribuir para o seu melhor desempenho, a partir da incorporação de novos recursos e boas práticas identificadas em outros projetos interativos.
Para tanto, são realizados estudos de ambientes digitais de concorrentes diretos e indiretos do cliente. O objetivo é identificar e analisar padrões, recursos e práticas de arquitetura da informação, usabilidade, design, conteúdo, fluxos de navegação e suporte, entre outros aspectos relevantes em um projeto interativo, que podem ser adotados na criação ou no aperfeiçoamento de um ambiente digital.


Benefícios

  • Melhoria de performance
  • Identificação de aspectos que podem ser percebidos como diferenciais em projetos interativos
  • Criação de um processo contínuo de aperfeiçoamento de ambientes digitais
  • Identificação e correção de pontos críticos em projetos interativos
  • Melhoria da taxa de conversão (aquisição de produtos, cadastros etc)
  • Aumento da satisfação dos usuários


Quando Aplicar

Projetos de web corporativa

Intranets corporativas

Sites de e-commerce (comércio eletrônico)

Portais de conteúdo

Projetos de serviços (como internet banking e planos de saúde)

Aplicativos transacionais e sociais

Softwares

Processo e Equipe

Etapas da atividade

  • Planejamento

    Essa fase é dedicada ao levantamento de informações sobre o objeto de estudo e ao alinhamento de metas e resultados junto ao cliente. Além disso, são definidos os métodos de avaliação e os indicadores de desempenho pela agência.

  • Análise e coleta de informações

    Nesse momento é adotada a metodologia de benchmark, propriamente. Sendo assim, são analisados projetos interativos de negócios com o mesmo posicionamento, ou de outros segmentos, que apresentem aspectos ou recursos percebidos como relevantes ao ambiente digital a ser criado ou aprimorado.

  • Produção e apresentação de relatório

    Essa etapa envolve a elaboração do documento com os principais resultados do benchmark e observações e recomendações para o projeto do cliente.

Entregas Esperadas

Relatório que descreva todo processo, desde os objetivos, fases e dados analisados às observações e recomendações de melhoria

Prazo

O prazo para a realização do serviço depende da complexidade do projeto, podendo demandar, em média, de três a quatro semanas

Profissionais Envolvidos

Analista de planejamento

Acompanha as atividades e gera o relatório a ser apresentado ao cliente.

Profissional de análise e inteligência de mercado

Com experiência em projetos interativos, realiza a atividade de benchmark.

Analista de comunicação

Apoia o profissional de análise e inteligência de mercado na avaliação de ambientes digitais da concorrência e do cliente.

Analista de front e back-end

Analisa a viabilidade das recomendações propostas para o projeto.

Como selecionar

Critérios para seleção

  • Apresentação de cases de sucesso dentro do escopo pretendido
  • Experiência dos profissionais selecionados para a atividade
  • Identificação de que os analistas envolvidos fazem parte do corpo técnico da empresa
  • Entrega de atestados de capacitação técnica para a atividade prevista
  • Apresentação de modelos de relatórios

Variáveis de consumo

  • Total de profissionais envolvidos no serviço
  • Complexidade dos relatórios, determinada pela quantidade de ambientes digitais a serem analisados, por exemplo
  • Aspectos a serem analisados (sistemas de navegação, de organização e de busca, proposição de valor, design, conteúdo, acessibilidade, suporte e fluxos de conversão, entre outros)
  • Presença de projetos em língua estrangeira no estudo
  • Custo baseado em hora-homem

Referências

  • Livro: “Benchmarking – Aplicações práticas e melhoria contínua”

    Christopher Bogan

  • Livro: “Benchmarking – Uma ferramenta para a excelência da gestão”

    Rosangela Catunda